20100107

Pessoa [s]em Máscara


Pintura de Norberto Nunes

Poeta plural, desdobrado em diferentes identidades ou máscaras e, por conseguinte, em diferentes escritas com diferentes características, Fernando Pessoa é um escritor modernista português, nascido em Lisboa a 13 de Junho de 1988, de enorme valor da nossa literatura e da literatura mundial. As palavras são-lhe a vida.
E: Gostaria de começar por lhe perguntar porque é que se desdobra em diferentes personalidades ou heterónimos.
F P: Tenho um problema que é o de não me conseguir encontrar. Por isso, sou um ser fragmentado, com várias sensibilidades e realidades que coexistem em mim e comigo.
E: Podemos entender que, conforme as suas emoções do momento, assim adopta uma identidade diferente - ortónimo ou heterónimos?
F P: Antes de mais, sou um fingidor, um racional, distanciado de emoções…
E: É assim que decifra esse seu enigma de ser?
F P: Eu não sou! Eu sou um sonho de ser. Mesmo olhando-me a um espelho de águas paradas não me vejo a mim. Só vejo cansaço, inquietação, frenesim. Fragmentos.
E: Essa é a sua verdade!...
F P: A verdade é impossível de alcançar. Procuro-a incessantemente e sei que nunca a irei encontrar. Estilhaço-me, mas em vão… nem assim consigo pensar tudo, fazer tudo ou descobrir tudo o que quero. O mundo está inundado de coisas inatingíveis que não sei se são vontades ou pensamentos.
E: Então o que há a fazer?
F P: Agarrar a vida, o amor… não passar pela vida sem a viver condignamente. A vida de facilidades não é verdadeira vida. Os problemas da vida ajudam-nos a crescer.
E: Quer deixar-nos algumas palavras ou mensagem para 2010?
F P: Não lutes contra o que não pode ser de maneira diferente. Rodeia-te de coisas boas. “Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada.”

(M. Fa. R. - 28.12.2009)

16 comentários:

Graça Pires disse...

Gostei da entrevista a Fernando Pessoa: fragmentado, fingidor, racional.
Beijos.

Lilá(s) disse...

Gosto da mensagem para 2010! vou pensar nisso.
BJs

poetaeusou . . . disse...

*
Pessoa
o fingidor da verdade,
,
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.
,
in-Pessoa,
,
conchinhas,
,
*

mfc disse...

Uma entrevista bem Pessoana, que poderia ter sido real!
Parabéns.

Angel Cabeza disse...

Ola! Obrigado pela visita.


Bem, o que vi foi estupendo. Pessoa é, e será sempre, uma grande voz a ser seguida e lembrada. Suas reminiscências são como trovões em dias de chuva: vemos o lampejo rápido, mas a lembrança permanece.

A entrevista criada ficou ótima! E a última pergunta foi conclusiva em todos os aspectos: "Não lutes contra o que não pode ser de maneira diferente". Devemos adotar a resignação perante as coisas que são o que são sem lhes alterar nada. Uma poética de vida excelente.

Gostei do teu blog. Esterei sempre por lá.


Beijos.

Sall disse...

Lindo! Bebamos ao NOVO e Renovado Ano que aqui está! Que o saibamos aproveitar com um presente que se descobre em cada dia das nossas vidas!

Sara disse...

Gosto muito de Fernando Pessoa mas mais ainda do seu heterónimo Alberto Caeiro.

Esta entrevista está fantástica e muito bem pensada!

Conseguiste entrar no poeta e no homem quase indo ao encontro da sua obra "O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente,Que chega a fingir que é dor, A dor que deveras sente..."

Penso que foi exactamente por isso que ele criou tantos heterónimos: Para se salvaguardar dele mesmo e do que sentia.

Ás vezes penso que somos muitas vezes com pouco como ele. Bjs

Vieira Calado disse...

Bem apropriada, a entrevista!

Bom Ano, para si.

Beijinho

Silvana Nunes .'. disse...

Salve o NOVO ANO !
Que ele venha coroado de muita LUZ, de PAZ e de Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
Que Assim Seja !
Olá, como vai ? Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura, a história de nossos antepassados ( que amo muito e tenho receio que se perca em meio a essa enxurrada de informações que somos acometidos ultimamente) e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
Saudações Florestais !
SIGA-ME em : http://www.silnunesprof.blogspot.com

A Magia da Noite disse...

Pessoa é indubitavelmente certo.

antonio - o implume disse...

Realmente torna-se difícil seguir-te nos teus diferentes registos, mas é sempre um prazer encontrar-te!

Micas disse...

Soberba esta entrevista!
Desejo um fantástico 2010.
Beijinho

Mar Arável disse...

Todos nós

somos Pessoa

DE MÂOS DADAS disse...


minha amiga, gostei de passar por aqui beijinos
Se quizeres passar no meu humilde cantinho e ajudares agradeço
Beijinhos
Gosto do Fernando pessoa é o meu poeta preferido.

Å®t Øf £övë disse...

Fá,
Temos aqui claramente respostas e palavras de alguém que tem uma inteligência acima da média.
Bjs

RETIRO do ÉDEN disse...

Um beijinho
Mer