20100627

Aqui há gato!



O Diabo anda à solta; mas: de noite todos os gatos são pardos. E ser advogado do Diabo é tarefa ingrata (vá-se lá defender o indefensável!). No entanto, afirmo: de noite, todos os gatos são pardos!
Ora, os gatos dão-se pelo nome de Bichos, ou Bichas, conforme o seu género. Todavia, nem à luz do dia são muito fáceis de diferenciar, quanto mais de noite, na noite em que nos querem, na qual todos os gatos são pardos. Dizem que é o diabo a sete. Mas não. É exagero. O Diabo não é um deles. É o Diabo: não se dá pelo nome de Bicho.
Os gatos, repito: de noite todos são pardos. Assim como nós, anónimos gatos de uma sociedade que se torna escura à luz do dia, onde só brilham brancos e siameses – gatos de uma raça superior. E nós, pobres diabos, temos que fazer pela vida, que só temos uma. Não somos gatos, que esses têm sete.
Será que os gatos têm mesmo sete vidas?! Talvez não. Ou talvez sim!... que alguns nunca mais se lhes vê o fim; e outros, coitados, mesmo com cada pontapé e trambolhão, mesmo sem direito a veterinário, lá vão, ainda que virados ao contrário, escapando, como podem, das tropelias que lhes fazem! Mas o Diabo tem uma vida eterna pela frente. Se assim não fosse, certamente, não teria sido o escolhido, entre outros potenciais candidatos, para o fazerem andar no meio dos bichos, digo: dos gatos.
Isto é uma grande confusão! E não, ele não é um deles! Ele não é um desses quaisquer gatos! Tem andado entre eles, é um facto, mas não é um deles, entenda-se! Ele, neste caso, está inocente!...
Aqui há gato, efectivamente! Mas não é o Diabo. Nem preto, nem pintado! É que: de noite todos os gatos são pardos. E enquanto uns vivem no inferno, para outros é só um paraíso pegado!
Parece que andam com o Diabo no corpo! Mas não é o Diabo o culpado.
O Diabo anda à solta e vai continuar a andar; se há quem traz o Diabo no corpo, a culpa não é do Diabo, mas é de quem o deixou entrar. Tenho dito!

(M.Fa.R. - 11.06.2010)

11 comentários:

Luís Coelho disse...

Estas trocas e baldocas tem diversas leituras e acabo a pensar contigo.
O diabo não tem culpa.
A culpa foi dos que lhe abriram a porta para ele se instalar e como está bem terá muito mais de sete vidas.
Cinco vidas já as contámos e vai na segunda volta.
Este diabo nunca mais morre.

sonho disse...

Não há 7 vidas...há sim dias de sorte...
Beijo d'anjo

Mar Arável disse...

O Diabo é uma figura biblica

e nem sequer foi considerado

arguido

Nova Civilização disse...

Amiga,

fechamos a porta a cada dia e fiquemos a espreitar da janela. Que logo Ele fugirá.


adorei o seu texto.

beijinhos e bom final de semana,

Gisele

avlisjota disse...

Amiga Fa está tudo bem?!!
(deixa-me entrar de mansinho não vá o diabo tecê-las) :-)
Olha gosto! Mas mesmo muito! Muitíssimo deste texto.

"O Diabo anda à solta e vai continuar a andar; se há quem traz o Diabo no corpo, a culpa não é do Diabo, mas é de quem o deixou entrar. Tenho dito!"

Beijos amiga e fica bem!

José

AC disse...

No teu texto não há gato, ele é claro como a água. Água da pura, claro! Ou será que há gato na turvez da água? É claro que a culpa não é do gato, apesar de, como dizes, à noite todos os gatos serem pardos.Talvez, neste caso, sejam gatarrões. Assim, desta forma, provavelmente à noite nem todos os gatos serão pardos.

Adorei o texto!

Bjs

Multiolhares disse...

Não está fácil nesta vida ainda que nocturna ser gato e ainda se for com 7 vidas é tempo demais para sentir o raio do Diabo a fazer tropelias
Bj

DE MÃOS DADAS disse...

Amiga Fa
As sete vidas é demais para quem aspira viver cada segundo o melhor possivel e vivê-lo sem fome, sem dores com um pouco de Esperança.
A noite também será noite para todos.
Beijinhos e bom fim de semana
Utilia

ADiniz disse...

Agora, rapitamente Fa M

só pra desejar a vc um lindo dia de SolM
Bjinhos.

poetaeusou . . . disse...

*
coitado do demo,
,
o demo não é culpado
porque o meu gato siamês
pelo milionésima vez
deixou-me “bem” arranhado !
srsrsr,
,
Conchinhas,
,
*

O Árabe disse...

Texto felino... decididamente felino! :) Boa semana.