20120125

Sopra




Enche o peito de ar
E sopra
Faz tremer as tempestades
Afronta todas as marés vivas
Prende o sol nas mãos
E brilha
Inflama o mar
Acende as cavernas negras
E aquece o ar que respiras
Apaga as pegadas que te subtraem ao luar
E geme
Grita
Engasga a noite
E treme
De gozo

19 comentários:

Lilá(s) disse...

Sublime e bela mensagem contida neste "sopra", e a imagem está um espnato!!!
Bjs

Olinda Melo disse...

Olá, Fá

Excelente poema! Situa-nos no centro do mundo. Dá-nos o poder de decidir e escolher caminhos.

Desejo sucesso no lançamento do seu livro e agradeço o convite. Estou muito longe daí...

Bj

Olinda

Baila sem peso disse...

...e soprando vou seguindo
e a este cantinho lindo sorrindo...
sempre, sempre uma palavra de esperança, menina musical
tens para de todos afastar o mal!

Parabéns pelo dia de hoje com o "Voo"
que seja "Memória Alada" mto bem fadada!

Fico por Lisboa, "aconchegando criancinhas" de coisa doce e boa (sempre desejo e quero)...o tempo é frio, mas sempre existe o desafio!

e "deslizando numa melodia" assim te deixo com o desejo de um QUENTE e DOCE DIA!!!:)

beijinhos de parabéns enfeitadinhos

mfc disse...

Vamo-nos impor aos elementos... de uma vez por todas!

Ailime disse...

Amiga Fá boa tarde,
Belíssimo poema.
Uma incitação a que desfrutemos as coisas boas que a vida nos oferece.
Desejo que o lançamento do seu livro tenha sido um enorme sucesso.
Beijinhos da
Ailime

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor

Sucessos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E na torrente
de tantas emoções,
eu vejo a vida
se fazer plena
diante da maravilhosa
viagem da existência.


Que cada dia de tua vida,
seja um encontro ou reencontro
com a alegria.

Fa menor disse...

Muito grata a todos, pelas vossas palavras/mensagens aqui.

:)

Beijinhos

mixtu disse...

grito
e oiço o meu grito
grito...
e não me oiço

abrazo serrano em dia de chuva

GarçaReal disse...

Importante "prender o sol nas mãos e brilhar" como tão bem o dizes....Só assim haverá luz em nós.

Gostei....

Bgrande do Lago

Nilson Barcelli disse...

O gozo da vida passa muito por isso mesmo... pelo sopro que o nosso peito seja capaz de semear...
Excelente poema, gostei imenso.
Parabéns pelo talento que as tuas palavras revelam. Por isso, escreve mais vezes poesia...
Beijo, querida amiga.

BlueShell disse...

Um texto pleno de "Força" e energia: gostei. Parabéns!
BJ

poetaeusou . . . disse...

*
Poema quente,
em frigido dia !
adorei !
,
conchinhas amenas, deixo,
*

Ailime disse...

Olá amiga boa tarde,
Obrigada pela sua visita ao meu cantinho.
Desejo continuação de um bom domingo.
Bjs
Ailime

Vanuza Pantaleão disse...

Um sopro de vida a plenos pulmões faz a própria terra tremer.
Gosto da sua poesia, Fa!
Poética semana, amiga!

O Árabe disse...

Sopremos... sempre! :) Boa semana.

xistosa - (josé torres) disse...

Saindo do peito só pode ser cálido.
Aquecer os olhos que lêem este belo poema.
Bem haja!

Rita Carrapato disse...

Também o poema me encheu o peito de ar. Gostei mesmo, julgo poder concluir que encher o peito de ar poderá simbolizar toda a força e toda a energia que devemos "sorver" para dentro de nós, para sermos capazes de chegar onde queremos.
Muito bom Fa

Bj

Maria Campos disse...

Enfim: VIVE!

Gostei e voltarei :)