20120308

Ainda há dias de sorte




– Porque tens uma boca tão grande?
– É para te comer!
E o lobo mau saltou da cama sobre a Capuchinho Vermelho para a comer. Ela deu um grito tão estridente que ele ficou com ela atravessada na garganta.
Atordoado por aquele grito que lhe abalou os tímpanos, sentiu-se sufocar, custando-lhe a engoli-la. “Malvadas mulheres – ainda pensou –, que com os seus gritos atordoam e sufocam qualquer macho!”
Um caçador, que por ali andava perto, de espingarda ao ombro e de faca de mato à cintura, ouviu o grito e resolveu ir ver o que se passava. Foi dar com o lobo mais para lá do que para cá. Adivinhou o que tinha acontecido, quando o viu sozinho no quarto, caído no chão, de barriga inchada e com uns sapatos a espreitar do bocarrão.
– Aí tens, lobo guloso, a paga pelo que fizeste. Estrebuchas agora, malvado, depois de tão grande pecado!
O lobo, de olhos esbugalhados, mal conseguiu rosnar:
– Água… água…
– O rio corre já ali… e eu até tenho pena de ti. Comer duas mulheres à mesma refeição, se não é morte é indigestão. Pode ser que eu, com a minha faca, seja a tua salvação...

14 comentários:

Ailime disse...

Olá amiga Fá!
Simplesmente genial!
Ao fim de um dia nada fácil, fiquei a sorrir...
Bem-haja.
Um beijinho e vivam as Mulheres e os Homens que as ajudam na liberdade de ser Mulher.
Uma boa noite.
Ailime

Olinda Melo disse...

Excelente versão do Capuchinho Vermelho.

Tudo de bom hoje e sempre, querida Fa.

Bjo

Olinda

mfc disse...

Uma ironia brilhante num texto sensacional!

Parabéns pelo Dia da Mulher... e para quem sabe ser Mulher!

Vanuza Pantaleão disse...

As histórias infantis sempre instigam nossa imaginação. Gostei!Bjssss

Lilá(s) disse...

Está um espanto!
Bjs

Nilson Barcelli disse...

Gostei desta variante da história...
És um talento.
Fá, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

poetaeusou . . . disse...

-
duas ?
e em tempo de crise ?
srsrsrsrsr.
,
respeitosas conchinhasm
ficam .
*

Mar Arável disse...

Há capuchinhos vermelhos

que resistem

O Árabe disse...

não conhecia esta versão... que, aliás, é muito mais divertida! :) Boa semana, amiga.

Rita Carrapato disse...

Fa

Gostei particularmente do pensamento do lobo.

Os gritos de mulher são, por vezes, gritos de leoa, não é?

Beijnho

Isa Lisboa disse...

Gostei desta versão. Muito divertida e inteligente! :)

Baila sem peso disse...

Hehehehehehehh!!!!!!!
Gostei a valer desta tua versão!
É para que vejam no que dá ser-se comilão!!!

Obrigada pelo momento de sorriso
que na vida tanto que é preciso!

Beijinhos, um bom serão e um domingo com suave brisa no coração

GarçaReal disse...

Uma versão fantástica desta história já tão antiga e badalada

Adorei. Parabéns

Bom domingo

Bjgrande do Lago

AnaMar (pseudónimo) disse...

Deliciosa versão!

(Se uma mulher pode provocar um turbilhão, 2, uma valente indigestão:-))
beijinhos