20120526

Um Arco-íris e Arame Farpado



(Imagem)

Pinto numa tela de sombras
Um arco-íris em arame farpado
Um sol que brilha escondido
Num universo nublado
Mas eu não sei pintar
E tolhem-me dias impacientes

Tinjo uma nesga de sol no horizonte
Fiapos de estrelas ao vento
Chuviscos de versos dolentes
Caudal de abrolhos fulgentes
Em campo minado sem tento

Açoito o leito dum rio
Areia sem pó nem navio
Num vácuo dormente e canino
Em que me alheio e amofino

E cismo
De entre uns rastos de harmonia
Talvez brote poesia



11 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Brotou mesmo poesia, porque este teu poema é muito bom.
Continua a pintar assim...
Beijo, querida amiga.

Ailime disse...

Olá Fá boa tarde,
E que belo poema brotou! Digo como Nilson acima "continue a pintar assim".
Beijinhos e bom domingo.
Ailime

Mar Arável disse...

... e assim aconteceu

mfc disse...

E já brotou Poesia... e linda!!

Baila sem peso disse...

Olá menina musical
este teu poema é lindo...
cada vez que te leio
(sei poucas são as vezes
mas tu sabes...)
em tuas palavras me enleio!

É poesia sim senhora!!!
e toda a harmonia melhora!!! :))

Obrigada pelo momento
tem um domingo lindo
com muito carinho por alimento! :)

beijinhos e xis apertadinhos

gota de vidro disse...

E a poesia brotou e a beleza ficou.


Belo

beijito da gota

Armando Sena disse...

Que brote a poesia, da harmonia, da falta dela, do encanto ou desassossego.
Um belo texto.
Cpts,
Armando Sena

lamadeirasclick.blogspot.com

poetaeusou . . . disse...

*
grelou,
brotou,
desabrochou,
em chuviscar de palavras,
murmurantes,
no rio da poesia, (tua) !
,
in - farpadas conchinhas,
deixo,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

e acho que brotou mesmo.
gostei do poema e da imagem que o acompanha.
um beij

Rita Carrapato disse...

Fa

Com os "rastos de harmonia", em "campo minado" e num estado de alheamento deste-nos um momento alto de poesia.

Beijinho

Lilá(s) disse...

Olha como eu gosto da tua pintura que virou poesia! Bravo!
Bjs