20110128

Caldinho_s



“Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.” Bem, agora já dizem que os caldos de galinha podem fazer mal também. Resta-nos a cautela.
Com a cautela podemos ganhar a lotaria. Com cautela, e sem ela, vive-se no dia-a-dia semeando e colhendo o que se semeou; ou uns semeando e outros lhes colhendo os frutos (e sem cautela lhes sai a lotaria) – alguns só sabem mesmo é (re)colher o que os outros semearam: um regalo. Regá-lo nem é com eles, só recolhê-lo. E comê-lo. E não se vê o fundo à panela, nem ao tacho. Cautela! É preciso cautela onde nada se vê.
Pois é bem certo: “em terra de cegos quem tem olho é rei”. E do nada nos aparece, tantas vezes, uma lei que, como num toque de magia, nos dizem ser remédio santo, e, no fim, verifica-se que não passa de quebranto, que amolece todo um povo e o adormece num sono de morte.
Oh, triste sorte a de quem assim se deixa adormecer. A dormir não se pode semear nem colher. E a colher que se leva à boca deixa, de um momento para o outro, de se ir mergulhar no prato, agora vazio de sopa, e só cheio de promessas que não enchem a barriga. E eu que o diga: se não quiserem ir parar ao fundo do cabouco, aquele caldo de galinha, que dantes era cura e agora é só gordura, terá de voltar a ser remédio e emplastro e urdidura. Mas, enfim, “de médico e de louco todos temos um pouco”.


(M. Fa. R. - 22.11.2010)

14 comentários:

AC disse...

Fa,
Excelente texto!
Felizmente lucidez não lhe falta.

Beijo :)

Lilá(s) disse...

Excelente texto! até me appeteceu para contrariar ir comer um caldinho de galinha...
Bjs

Nilson Barcelli disse...

O povo e os seus provèrbios estão cheios de sabedoria.
Beijos.

DE MÃOS DADAS disse...

Fa
Bem, já que provaste que o caldinho de galinha não é muito aconselhado... e que "Em terra de cegos quem tem um olho é rei".

Claro...Pensando bem amiga, sempre dá para plantar uns nabos, que diabo.

O problema é a concorrência... já nem isso dá lucro, há tantos por aí... já quase a dar grelos...

A partir de agora vamos desenrrascar-nos com caldo de nabos e algumas batatas quentes.

Com pouca vontade mas para não ficarmos doentes vitamina C... aonde? Nas laranjas.
Beijinhos
da amiga Utilia

Baila sem peso disse...

Ó minha amiga musical que texto tão original!!!
Misturar mézinhas com provérbios populares, dar-lhe um toque de poesia com um quê de ironia...ficou divinal!!...eu que o diga, afinal :)))
beijinho entre o caldo de galinha e faina minha :)

Catarino disse...

Tudo nos faz mal e, mesmo o que julgamos que nos faz bem, amanhã virá um especialista qualquer a dizer que faz mal.
Mas uma coisa te garanto que nenhum especialista dirá que faz mal: Amor, entrega e partilha.
Com o resto, mal ou bem, cá nos vamos aguentando.
Sem isso, não nos mantemos...
Beijinho

Secreta disse...

Um texto que nos deixa muito nas entrelinhas...

Ailime disse...

Amiga Fá,
Um texto escrito com maestria sobre o assunto que foca.
O mundo está diferente, tudo mudou.
Não sei como lhe diga, mas julgo entendê-la, porque há coisas por demais evidentes que até provocam uma certa tristeza.
Beijinhos e grata por esta magnífica partilha.
Beijinhos da
Ailime

Nilson Barcelli disse...

Ainda os caldos de galinha na mesa...?
Vim à espera de encontrar um sarrabulho...
Bom fim de semana.
Beijos.

mfc disse...

Um texto surpreendente e muito bem construído!
Vou ter cautela... ou não!

O Árabe disse...

Cautela, sim... desde que não se transforme em medo. Se me for dado escolher... prefiro os caldos! :) Boa semana.

ADiniz disse...

Bom Dia

É meio estranho vir aqui pra lhe dizer que tem um selo a sua espera no Fluid, mas é só pq realmente penso que ele tenha qualidade e expressão para meu universo particular independente de como vc percebe o Fluidfic’art Ki
Sinta-se a vontade como a essência de uma brisa
Abraço afetuoso na intensidade desta Lua Crescente que surgi.
Ana Diniz.

ADiniz disse...

Fá fica a vontade, pois tbm não as cumpri, eram 15 pra listar, listei porem pensei que qualidade não se quantifica, se senti, fui então enviar pessoalmente. Rs
Bjinhos em SolMaior em Si / Fá.

avlisjota disse...

"de médicos e de loucos todos temos um pouco" e "mais vale prevenir do que remediar"
Muito bem se escreve por aqui. Muita criatividade e lucidez os meus parabéns Fá!

Bj

José