20110622

Espera... é Verão!



Encostado a uma esquina do bar, come, mais do que lambe, o corneto de baunilha com a sofreguidão da tarde quente. Com a sofreguidão de um primeiro gelado, de um primeiro dia de calor, de um primeiro dia de praia, de um primeiro dia de Verão. Senta-se no muro pequeno, à sombra, com os pés assentes no relvado, e olha em redor. Sabia-lhe bem aquela frescura, fresca e leve, suave como a brisa mansa que o beija e lhe sorri nos olhos.
Espera. Espera como quem espera por algo ou alguém. Talvez apenas espere as horas passarem. Encosta o telemóvel ao ouvido.
Na outra esquina do bar, atrás dele, ela, vinda de dentro com uma chávena de café na mão, fala ao telemóvel.
Ele usa, no dedo anular da sua mão esquerda, uma aliança reluzente.
Ela guarda o telemóvel e volta para dentro.
Ele brinca com o telemóvel nas mãos e perde os olhos ao longe. Depois levanta-se e caminha. Recolhe-se ao interior da ambulância, estacionada junto às consultas externas, ao assento do condutor, e continua à espera. 

10 comentários:

mfc disse...

Retalhos de um dia que continua!

Lilá(s) disse...

Um dia como qualquer outro!
Bjs

Olinda Melo disse...

Olá, Fa

Um texto poético à volta de um gelado, um dia de Verão, o primeiro, de um dia aparentemente banal mas em que tudo pode acontecer.Basta saber esperar...

Beijo

Olinda

Baila sem peso disse...

Um gelado num dia quente
em que a espera é a de tanta gente...

E um geladinho é sempre calmante :)

bjinho

Nilson Barcelli disse...

O que um gelado e dois telemóveis podem fazer a um homem casado...
Gostei do texto. Algo enigmático...
Querida amiga Fá, bom fim de semana.
Beijos.

Álvaro Lins disse...

Um belo texto acerca de um....gelado! Com alguns "segredos", pareceu-me!
Bjo

SOL da Esteva disse...



Sempre Maior na trama. Uma pequena história com um significado com entendimento duplo.
Fica-se suspenso.

Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Vanuza Pantaleão disse...

Lembrei-me de algo do passado...
Beijinhos, amiga!!!

avlisjota disse...

Olá Fa, já tina saudades do teu escrevivendo, e assim a lendo ;-), vou passando este pequeno, mas agradável tempito.

Um bj e bom fim de semana!

José

N. Barcelli disse...

Querida amiga Menorzinha, desejo-te uma boa semana.
Beijo.