20130618

Música em Sol menor



As rolas: logo de madrugada são um sol-e-dó. Sem sol nem dó. 
Antes que o sol desponte já a música aponta sem dó, a despertar o sol da manhã, e não se pode dormir um pouco mais. São cantorias tais que se espalham nos raios penetrantes do dia. É uma alegria em sol e dó,  uma arrelia sem dó nem piedade.
Por caridade, alguém me espante essas aves que me espantam o jardim. Enfim, dormir não é para mim.


9 comentários:

Mar Arável disse...

Em Si

sem Dó

Ailime disse...

Olá Fá, e sem só nem piedade cantorias que nos desassossegam. Um beijinho Ailime

SOL da Esteva disse...

Fa, Querida

O desassossego dum arrolar de rola é (deveria ser) um motivo de partilha de Amor; nem sempre nos dispomos a participar, cantando, também, um hino á vida.
Afinal é esse o seu sentimento!

Beijos


SOL

Ana Tapadas disse...

Ai, Fá, é isso mesmo! nem me fales das rolas...e quando vou de férias a norte ainda piora.

Que bem o disseste!

Beijinho

Nilson Barcelli disse...

Há imensas rolas por todo o lado. Não devem ter predadores...
E melros também.
Mas nenhum pássaro me tira o sono...
Fá, minha amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

. intemporal . disse...

.

.

. ainda assim . vale a pena . :) .

.

.

. um beijinho meu .

.

.

O Árabe disse...

Entendo, amiga. Ainda que com pássaros, acordar cedo é fogo! :) Boa semana.

vieira calado disse...

Olá, amiga!
Eu nada posso fazer.
Mas as rolas fazem o que nós devíamos fazer:
deitar cedo e cedo erguer
dá saúde e fez crescer!
Beijinho para si!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Eu gosto de as ouvir cantar. Todos os anos nidificam por aqui mais de uma vez. Ao seu canto juntam-se as pegas, os gaios e outros pardais que cantam maravilhosamente.

Penso que quando elas cantam o sol e o dó é quando os meus olhos se fecham e eu adormeço sem dó nem sol.

Gostei destes sons assim como gosto da passarada que me visia todos os dias.